Arquivos do Blog

Mercadante diz que saída do MEC é ‘especulação’

Filipe Matoso

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse nesta segunda-feira (6) em Brasília que eventual saída dele do MEC é “especulação”. Questionado sobre possível ida para a Casa Civil, hoje comandada por Gleisi Hoffmann, Mercadante afirmou que este é um assunto “exclusivo” da presidente Dilma Rousseff.

“Isso é só com ela e tudo que tem sido dito sobre isso é pura especulação. Não há nenhuma definição da presidenta com relação a mudanças do ministério em função dos ministros que serão candidatos”, disse Mercadante.

O ministro afirmou ainda que a presidente Dilma irá “começar a fazer as consultas e vai definir inclusive o calendário de divulgação”.

“Isso é um tema exclusivo da presidenta Dilma”, completou.

Até a próxima!

Apesar de rumores, Mantega deve continuar na Fazenda

Filipe Matoso

Rumores de que o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, poderia assumir o Ministério da Fazenda têm sido negados por integrantes do governo federal. Interlocutores acreditam que, na verdade, se tratam de boatos. Ao que tudo indica, Guido Mantega deve permanecer na Fazenda, pois está mais próximo, a cada dia, da presidente Dilma Rousseff.

Uma possível saída de Tombini do BC agradaria aos banqueiros, pois o perfil técnico do atual presidente do Banco Central não os anima, de um modo geral. Nomes mais conhecidos como “de mercado” têm, geralmente, maior aprovação dos diretores de instituições financeiras.

O que circula pelos corredores do Ministério da Fazenda é que alguns nomes da pasta poderiam compor a equipe econômica na Prefeitura de São Paulo, caso o candidato do PT, Fernando Haddad, vença José Serra (PSDB). No começo do governo Lula, Haddad fez parte da equipe de Mantega no Ministério do Planejamento, antes de assumir a Educação, em 2005.

Até a publicação deste texto, o Ministério da Fazenda não havia se manifestado sobre o assunto de forma oficial. O Palácio do Planalto informou que também não deve comentar os rumores da troca, pois “não são verdadeiros”.

Até a próxima!