Arquivo da categoria: Social

Mais de 200 médicos cubanos chegam a Brasília

Filipe Matoso

O Ministério da Saúde informou que 215 médicos cubanos que vão atuar na segunda etapa do Programa Mais Médicos chegam nesta terça-feira (1º) a Brasília, às 22h40.

Em nota, o ministério informou que há a expectativa de que até o fim da semana dois mil cubanos cheguem em quatro capitais brasileiras para atuar no programa.

Na próxima segunda-feira (7), os médicos iniciam as três semanas do módulo de avaliação, com aulas sobre saúde pública e Língua Portuguesa. Depois eles seguem para os municípios onde vão atuar.

Até a próxima!

AGU pede R$ 1,5 milhão em ressarcimento a sócios da boate Kiss

Filipe Matoso

A Advocacia-Geral da União (AGU) quer que os sócios da boate Kiss, localizada em Santa Maria-RS, devolvam aos cofres públicos mais de R$ 1,5 milhão. O órgão entrou nesta segunda-feira (15) com uma ação judicial e pede o ressarcimento de benefícios previdenciários pagos a 17 vítimas do incêndio que destruiu a boate no começo do ano.

A AGU informou que o INSS já pagou mais de R$ 68 mil em pensões por morte e auxílio-doença a funcionários, terceirizados e dependentes.

Em nota, o órgão informa ter avaliado que houve “negligência” por parte do estabelecimento em relação às regras de proteção e saúde dos empregados.

Foram 242 mortes e 90 pessoas feridas.

Até a próxima!

Presidente Dilma anuncia R$ 21 bilhões para agricultura familiar

Filipe Matoso

A presidente Dilma Rousseff  confirmou nesta quinta-feira (6) que o governo federal vai disponibilizar R$ 21 bilhões em crédito para a produção de pequenos agricultores por meio do Pronaf.

O crédito é 1,66% superior ao anunciado no ano passado para a safra 2012/2013, quando foram oferecidos R$ 18 bilhões para a agricultura familiar.

Até a próxima!

Presidente Dilma lança Plano Agrícola em Brasília

Filipe Matoso

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira (4) que o Plano Agrícola 2013/2014 em R$ 136 bilhões. O valor está dividido em R$ 97,6 bilhões para financiamentos de custeio e comercialização e R$ 38,4 bilhões para os programas de investimento.

O plano libera R$ 25 bilhões para a construção de armazéns privados nos próximos cinco anos, com prazo de pagamento de 15 anos. Outros R$ 500 milhões serão gastos para modernizar e dobrar a capacidade de armazenagem da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O Programa de Sustentação de Investimento, voltado para o financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas, segundo o Planalto, terá R$ 6 bilhões, e a agricultura irrigada, R$ 400 milhões.

“Na semana passada, quando o IBGE divulgou os resultados do PIB no primeiro trimestre de 2013, mais uma vez os números da agropecuária impressionaram. A agropecuária cresceu 17% em relação ao primeiro trimestre de 2012, e 9,7% em relação ao quarto trimestre do ano passado. Eu não tenho dúvidas que a agricultura, neste ano de 2013, terá um crescimento excepcional, com grande aumento de produtividade”, afirmou a presidente Dilma.

Em nota, o Palácio do Planalto informou que o valor disponibilizado para o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) vai ser de R$ 13,2 bilhões, 18,4% superior ao do ano passado. “E os limites de empréstimo para custeio passaram de R$ 500 mil para R$ 600 mil, enquanto os de investimento subiram de R$ 300 mil para R$ 350 mil. E o Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC), que financia tecnologias com menor impacto ambiental, teve seus recursos aumentados de R$ 3,4 bilhões para R$ 4,5 bilhões”, diz a nota.

Até a próxima!

Ministério da Saúde lança campanha de vacinação contra a paralisia infantil

Filipe Matoso

vacinacaoO Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (4) a campanha de vacinação contra a Poliomielite – doença conhecida como paralisia infantil. A meta do governo é imunizar mais de 12 milhões de crianças em todo o país. A campanha começa no próximo sábado (8) e segue até o dia 21 de junho.

Apesar de a poliomielite não ser registrada no Brasil há 24 anos, só neste ano foram mais de 30 casos em todo o mundo. Por isso a importância da campanha ser feita no país. Devem se vacinar crianças com dois, quatro, seis e quinze meses de idade. Devem se imunizar também aquelas que tenham menos de 5 anos.

Serão distribuídas 19,4 milhões de doses da vacina em 115 mil postos abertos em todo o país para a vacinação. O Ministério da Saúde está investindo R$ 32,3 milhões em repasses do Fundo Nacional de Saúde para estados e municípios, sendo R$ 13,7 milhões para a aquisição de vacinas.

As crianças com dois meses e quatro meses devem tomar a vacina injetável. Crianças com seis meses, quinze meses ou menores de cinco anos tomam a vacina oral.

A poliomielite é uma doença viral, altamente contagiosa e afeta, principalmente, crianças com idade inferior a 5 anos. O vírus é transmitido através de alimentos e água contaminados e se multiplica no intestino, podendo invadir o sistema nervoso.

Até a próxima!

Denúncias por violação de direitos humanos crescem 77% no Brasil

Filipe Matoso

O número de denúncias de violações de direitos humanos praticamente dobrou neste ano no Brasil. Dados divulgados nesta segunda-feira (10) pelo governo federal mostram que em 2012 foram registradas 155,3 mil denúncias em todo o país, contra 87,7 mil no ano passado. O aumento foi de 77%.

Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o aumento nos números ocorreu porque a população percebeu que o serviço é “confiável”. “Se a população não percebesse que há resultados e que a rede de acolhimento e de encaminhamento está melhorando, não continuaria denunciando por meio do serviço”, disse.

De janeiro a novembro deste ano, foram cerca de 235 mil atendimentos.

Até a próxima!

Dilma lança em Brasília programa Mais Irrigação

Filipe Matoso

A presidente Dilma Rousseff lançou nesta terça-feira (13) em Brasília o programa Mais Irrigação. O objetivo, segundo o governo federal, é valorizar o agricultor familiar e desenvolver a economia regional de forma sustentável, além de gerar mais emprego e renda e produzir alimentos de qualidade em 66 áreas de 16 estados.

“A irrigação permanente e terras constantemente aproveitadas, sem sombra de dúvidas, são a melhor resposta para seca também. Nós queremos esse modelo bem sucedido e esperamos que ele se espalhe pelo Brasil, recriando oportunidades de produção e esperança”, afirmou a presidente Dilma.

A proposta, segundo o governo, é incluir pequenos e médios agricultores na cadeia produtiva, garantir mercado, assistência técnica e preço justo.

A estimativa é que R$ 3 bilhões sejam investidos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e outros R$ 7 bilhões vindos da iniciativa privada.

Até a próxima!

Campanha contra pedofilia no DF foi positiva, avalia secretaria

Filipe Matoso

Super-heróis distribuíram panfletos de conscientização em Brasília/ foto: G1/ blogdofilipe.com

Super-heróis distribuíram panfletos de conscientização em Brasília/ foto: G1

A Secretaria de Justiça do DF avalia como positiva a campanha “Brasília sem Pedofilia” deste ano. No total, cerca de 35 mil pessoas assistiram a palestras sobre o tema. Além disso, 90 escolas foram visitadas e 12 blitzes realizadas em diversas regiões do DF.

Segundo assessores da pasta, há um estudo para que, além das palestras, equipes voltem às escolas para avaliar o resultado da conscientização dos alunos a partir do ano que vem. A ideia é perceber se com a campanha as crianças, pais e professores passaram a entender a importância de prestar atenção no comportamento dos baixinhos e de denunciar os casos de exploração sexual.

E a partir de 2013 as escolas vão poder apresentar peças teatrais sobre a pedofilia para os alunos mais novos. Atualmente, há palestras para três grupos: crianças de 06 a 12 anos, adolescentes e adultos (pais e professores).

O subsecretário de Direitos Humanos do DF, Todi Moreno, vai a uma faculdade em Brasília para participar da última palestra deste ano. A estimativa é que 400 pessoas participem do evento na Universidade Paulista (Unip), que está programado a partir das 10h.

Até a próxima!

Casos de hanseníase caem 26% em dez anos, diz Saúde

Filipe Matoso

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (19) o número de casos de hanseníase no Brasil caiu 26% nos últimos 10 anos. Em 2011, foram registrados cerca de 34 mil casos, contra quase 46 mil em 2001.

De acordo com um estudo feito pelo ministério, o cálculo que mede o índice de novos casos para cada grupo de 100 mil habitantes caiu de 26,26 em 2001 para 17,65 em 2011, o que representou uma queda de 34%. A pesquisa, segundo a Saúde, mostra ainda que os registros em pessoas com idade inferior a 15 anos caíram em 32% nos últimos anos – em 2011 foram 2.420 casos.

Para o governo federal, a redução pode ser justificada em razão do aumento de oferta de tratamento nas unidades públicas de saúde. O Ministério da Saúde estima eliminar a hanseníase como problema de saúde pública até 2015, o que significaria registrar menos de um caso para cada 10 mil habitantes.

Tratamento

A hanseníase tem cura e o tratamento pode durar de seis a 12 meses. Os medicamentos devem ser tomados todos os dias em casa e, uma vez por mês, no serviço público de saúde. O tratamento é complementado com exercícios. Segundo o ministério, o diagnóstico precoce pode evitar incapacidades físicas.

Até a próxima!

Saúde libera R$ 24,5 milhões para atendimento às pessoas com deficiência

Filipe Matoso

O Ministério da Saúde autorizou nesta segunda-feira (24) a liberação de R$ 24,5 milhões para o atendimento de pessoas com deficiência. Os recursos são destinados a municípios de 22 estados, além do Distrito Federal. Os valores variam de acordo com a cidade e o mínimo é R$ 12 mil por ano.

Conforme reportagem da “Agência Brasil”, o governo afirma que 70% das ocorrências envolvendo pessoas com deficiência podem ser evitadas. Por isso, defende a adoção de medidas de prevenção.

Políticas públicas

Há dez anos está em vigência no país a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência, que institui uma série de orientações sobre o tratamento dessa parcela da população. De acordo com o Ministério da Saúde, o programa pretende reabilitar a pessoa com deficiência “de modo a contribuir para a inclusão em todas as esferas da vida social e proteger a saúde deste segmento populacional, bem como prevenir agravos que determinem o aparecimento de deficiências”.

Até a próxima!