Arquivo da categoria: Política

Em Brasília, Campos evita críticas a Lula

Filipe Matoso

Campos e Marina conversam após entrevista a jornalistas

Campos e Marina conversam após entrevista a jornalistas

O PSB oficializou nesta segunda-feira (13) a pré-candidatura do presidente do partido, Eduardo Campos, à presidência da República.

Durante o evento, o partido também oficializou a ex-senadora Marina Silva como vice na disputa ao Planalto.

A uma plateia de militantes, Campos evitou fazer críticas ao ex-presidente Lula. Ele disse por diversas vezes que nos dois mandatos do petista o país avançou nas áreas social e econômica.

Campos, no entanto, criticou a gestão da presidente Dilma Rousseff e afirmou que o Brasil “perdeu os rumos” do desenvolvimento nos últimos três anos.

Eduardo Campos defendeu a redução no número de ministérios, mas não explicou a “forma” como faria isso, caso fosse eleito.

Leia mais no G1:
PSB anuncia chapa com Campos para presidente e Marina como vice
Campos defende menos ministérios, mas evita detalhar ‘forma’ de redução

Até a próxima!

Anúncios

Presidente Dilma recebe ator de “Minha mãe é uma peça”

Filipe Matoso

A presidente Dilma com o ator Paulo Gustavo/ foto: Roberto Stuckert Filho - PR

A presidente Dilma com o ator Paulo Gustavo/ foto: Roberto Stuckert Filho – PR

A presidente Dilma Rousseff recebeu o ator Paulo Gustavo, protagonista do filme “Minha mãe é uma peça”, durante a manhã desta segunda-feira (21) no Palácio do Planalto.

Durante o encontro, ele ligou para a mãe e a colocou para falar por telefone com a presidente. No telefonema, Dilma disse a ela que ele é um grande ator e que é talentoso.

Segundo o Planalto, a presidente Dilma já assistiu ao filme. Ao sair, ele gravou um vídeo para o “Blog do Planalto”.

Até a próxima!

Presidente Dilma anuncia proteção a mensagens oficiais do governo

Filipe Matoso

A presidente Dilma Rousseff anunciou no microblog twitter neste domingo (13) que determinou ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) a implantação de um sistema seguro de e-mails em todo o governo federal.

“Esta é 1ª medida p/ ampliar privacidade e inviolabilidade de mensagens oficiais”, publicou a presidente. Ela afirmou que “é preciso + segurança nas mensagens p/ prevenir possível espionagem”.

Dilma disse em entrevista exibida pelo SBT nesta semana que esperava um pedido de desculpas do presidente dos EUA, Barack Obama, mas isso não ocorreu. “A gente não vai admitir esse tipo de atitude (espionagem). É uma questão de soberania, de direitos humanos, de direitos das empresas”.

Até a próxima!

Presidente Dilma reage após novas denúncias de espionagem

Filipe Matoso

Após as denúncias do Fantástico (TV Globo) de que o Ministério de Minas e Energia também teria sido alvo de denúncias, a presidente Dilma Rousseff determinou nesta segunda-feira (7) ao Itamaraty que cobre explicações do Canadá.

“A reportagem aponta para interesses canadenses na área de mineração. O Itamaraty vai exigir explicações do Canadá”, publicou a presidente no microblog Twitter. Os documentos foram vazados por Edward Snowden ao jornalista Glenn Greenwald.

A presidente falou ainda sobre os motivos para a espionagem. “A denuncia de que Ministério Minas e Energia foi alvo de espionagem confirma as razões econômicas e estratégicas por trás de tais atos (…) Embora o Ministério tenha bom sistema proteção d dados, determinei ao min Lobão rigorosa avaliação e reforço da segurança desses sistemas”.

E completou. “É urgente q os EUA e seus aliados encerrem suas ações de espionagem de uma vez por todas. Isso é inadmissível entre países que pretendem ser parceiros. Repudiamos a guerra cibernética”.

Em nota, o Itamaraty informou que o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, se reuniu com o embaixador do Canadá em Brasília para “transmitir a indignação do governo brasileiro” e “requerer explicações”.

“Durante o encontro, o Chanceler brasileiro manifestou ao Embaixador canadense o repúdio do Governo a essa grave e inaceitável violação da soberania nacional e dos direitos de pessoas e de empresas”, informou a nota.

Até a próxima!

Mais de 200 médicos cubanos chegam a Brasília

Filipe Matoso

O Ministério da Saúde informou que 215 médicos cubanos que vão atuar na segunda etapa do Programa Mais Médicos chegam nesta terça-feira (1º) a Brasília, às 22h40.

Em nota, o ministério informou que há a expectativa de que até o fim da semana dois mil cubanos cheguem em quatro capitais brasileiras para atuar no programa.

Na próxima segunda-feira (7), os médicos iniciam as três semanas do módulo de avaliação, com aulas sobre saúde pública e Língua Portuguesa. Depois eles seguem para os municípios onde vão atuar.

Até a próxima!

Justiça do DF arquiva investigação sobre Bolsa Família

Filipe Matoso

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal informou neste domingo (21) ter arquivado o inquérito para apurar a autoria dos boatos sobre o fim do programa Bolsa Família.

A decisão, tomada pelo Juizado Especial Criminal de Brasília, é baseada num pedido do Ministério Público do DF e nas conclusões da investigação feita pela Polícia Federal.

Em maio, milhares de pessoas foram às agências sacar o pagamento do programa, resultando em tumulto em várias cidades do país.

A PF e o Ministério Público alegam falta de provas sobre o crime e possíveis responsáveis.

Até a próxima!

Vice dos EUA liga para Dilma e lamenta espionagem a brasileiros

Agência Brasil

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ligou na noite desta sexta-feira (19) para a presidente Dilma Rousseff para dar explicações gerais sobre as denúncias de violação da privacidade de brasileiros e instituições do país.

Segundo a ministra da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas, a ligação durou 25 minutos e Biden lamentou a repercussão negativa que a notícia teve no país e reiterou a proposta, feita anteriormente pelo embaixador norte-americano no Brasil, Thomas Shannon, para que uma delegação do governo brasileiro vá a Washington para receber explicações mais detalhadas – técnicas e políticas.

A presidente Dilma disse a Biden que, além das explicações, espera que o governo norte-americano mude as práticas e políticas de segurança para que não haja, no futuro, risco de violação da privacidade de brasileiros e de instituições brasileiras.

Até a próxima!

 

STJ mantém atividades da Telexfree suspensas

Filipe Matoso

O Superior Tribunal de Justiça informou nesta sexta-feira (19) ter negado uma nova ação que pedia a retomada das atividades da Telexfree. A decisão, do ministro Gilson Dipp, presidente interino do STJ, foi tomada na quarta (17) e é baseada no fato de ter a ação ter sido movida por uma pessoa e não pela empresa ou representantes.

Na prática, o STJ manteve as ações da Telexfree suspensas.

Ações contra a empresa

A Telexfree teve as atividades suspensas e os ativos bloqueados por decisão do Tribunal de Justiça do Acre. O Ministério da Justiça determinou à Polícia Federal em 8 de julho a abertura de um inquérito para investigar as atividades da empresa.

A Telexfree nega atuar de forma ilegal no Brasil.

Até a próxima!

Defesa envia mais de 14 mil homens para a JMJ

Filipe Matoso

O Ministério da Defesa informou nesta quinta-feira (18) que mais de 14 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica vão fazer parte do esquema de segurança que será montado para a Jornada Mundial da Juventude.

O evento começa na próxima semana, no Rio de Janeiro. Segundo o ministério, as tropas vão atuar a partir da semana que vem no Rio e em Aparecida, no interior de São Paulo. Locais que vão receber o Papa Francisco na primeira visita dele ao Brasil.

O Papa desembarca no Rio de Janeiro na próxima semana e deve ser recebido pela presidente Dilma Rousseff.

Membros da Polícia Federal e da alta cúpula do governo federal já estão no Rio desde o início desta semana ajeitando os últimos preparativos para a chegada de Francisco.

Até a próxima!

Governo tem dez dias para explicar Mais Médicos ao STF

Filipe Matoso

O ministro Joaquim Barbosa deu dez dias para o Executivo explicar a edição da medida provisória que cria o programa Mais Médicos, do governo federal. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (18).

Na quarta (17), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) entrou com ação no Supremo Tribunal Federal contra a medida. Segundo o parlamentar, há preocupação com o aumento no número de moradores estrangeiros no país. Além disso, ele entende que o texto não deveria ser levado ao Congresso em formato de medida provisória, por não ser urgente – na avaliação dele -, já que só vale para 2015.

De acordo com a proposta do governo, a ideia é atrair médicos para o sistema público de saúde. A prioridade, diz o Ministério da Saúde, é levar médicos brasileiros, mas se as vagas não forem preenchidas virão profissionais estrangeiros e brasileiros formados no exterior.

Até a próxima!