Arquivo mensal: maio 2012

Lula e Gilmar Mendes

Filipe Matoso

O ex-presidente Lula disse na noite desta quinta-feira (31) em entrevista ao “Programa do Ratinho” (SBT) que está “cansado” de falar sobre o caso que o envolve e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não tenho mais interesse em falar sobre isso, pois já o respondi em nota. Mas quem inventou a história que prove a história”, disse Lula, acompanhado de Fernando Haddad, candidato pelo PT à Prefeitura de São Paulo.

Segundo reportagem da revista “Veja”, Lula e Gilmar Mendes se encontraram na casa do ex-ministro da Defesa Nelson Jobim e o ex-presidente teria pressionado o ministro do STF a adiar o julgamento do “mensalão” em troca de uma suposta blindagem na “CPI do Cachoeira”, no Congresso Nacional.

Até a próxima!

Assista ao bate-boca no Senado

Filipe Matoso

O silêncio de Demóstenes Torres (sem partido-GO) no dia em que deveria prestar depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada no Congresso Nacional para investigar a relação do bicheiro Carlinhos Cachoeira com grupos de empresários e políticos fez com que alguns membros da CPI se irritassem.

O senador Silvio Costa (PTB), assim como o fez quando Cachoeira foi depor, se irritou e perdeu a compostura. Houve bate-boca entre ele e o senador Pedro Taques (PDT). A sessão foi encerrada após o baixo nível visto mais uma vez durante reunião da CPI. Palavras como “seu merda”, “hipócrita” e “mentiroso” podem ser ouvidas no vídeo.

Leia mais: Demóstenes se cala na CPI, sessão tem bate-boca e é encerrada

Até a próxima!

Paulo Bernardo cobra mais investimentos em telecomunicações

Conexão Minicom

Paulo Bernardo/ foto: Wilson Dias – Agência Brasil

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, cobrou nesta quarta-feira (30) mais investimentos das empresas de telecomunicações nos próximos anos no país. Em audiência na Comissão de Defesa de Consumidor na Câmara dos Deputados, ele disse que a média de recursos investidos nos últimos anos tem sido de R$ 17 bilhões, mas o ideal seria chegar a R$ 24 bilhões por ano.

“As empresas têm vendido além do que a infraestrutura comporta. Então, temos de fazer investimentos para garantir um serviço de qualidade e atender melhor”, disse o ministro.

Paulo Bernardo reforçou que o governo tem adotado medidas para estimular a concorrência entre as operadoras. Entre as ações, o ministro falou sobre a obrigatoriedade do compartilhamento de infraestrutura.

De acordo com o Ministério das Comunicações, um decreto em elaboração do governo federal vai permitir o compartilhamento de redes das estatais. Em breve, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deve votar o regulamento que determina o uso da infraestrutura de telecomunicações por diferentes empresas.

Até a próxima!

Irregularidades em programa social do GDF

Filipe Matoso

O governo do Distrito Federal (GDF) constatou que 20 mil das 47 mil famílias beneficiadas pelo programa Nosso Pão, Nosso Leite recebiam o auxílio de forma ilegal.  O problema foi identificado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedest).

Outras dez mil famílias recebiam o benefício sem cadastro. Elas, segundo o GDF, obtinham o auxílio com a apresentação do nome, mas não possuíam  todos os comprovantes que atendem aos critérios e atestam o perfil socioeconômico do beneficiário.

Em nota, o GDF informou que corrige os problemas e o programa passa por reformulação. Quem tem direito ao auxílio recebe ajuda do programa DF Sem Miséria, complemento do Bolsa Família,  do governo federal, que pode chegar a R$ 100 ao mês.

O corte dos benefícios indevidos equivale a R$ 1,3 milhão ao mês, que será repassado ao DF Sem Miséria

Até a próxima!

Governador do DF teve sigilo telefônico quebrado

Filipe Matoso

A Secretaria de Comunicação do Distrito Federal informou na noite desta terça-feira (29) que o governador Agnelo Queiroz (PT), entre outras autoridades, teve o sigilo telefônico quebrado de forma ilegal. O GDF estima que 300 servidores tiveram os dados violados.

Em nota, o governo informou que o crime ocorreu quando uma pessoa, que não terá a identidade divulgada, se passou por servidor do GDF, entrou em contato com a operadora e trocou a senha de acesso aos dados. Com as informações, diz a secretaria, o criminoso obteve os nomes dos proprietários das linhas, o tempo dos telefonemas, horários e números de origem e destino.

“Com esse procedimento criminoso, ele [o suspeito] conseguiu quebrar os dados cadastrais. Quanto ao conteúdo, não há como afirmar se houve quebra. A nossa expectativa é de que isso não tenha acontecido”, disse em nota o secretário de Justiça do DF, Sandro Avelar.

Leia mais:

Polícia tem suspeito de violar sigilo de 300 servidores do Buriti, diz GDF

Instalação da CPI da Arapongagem, no DF, é adiada por dez dias

Até a próxima!

Os governadores e Cachoeira

Filipe Matoso

Em depoimento nesta terça-feira (29) no Conselho de Ética do Senado, Demóstenes Torres (sem partido-GO) divulgou – de caso pensado ou não – uma possível nova informação aos responsáveis pelas investigações que apuram a relação do empresário Carlinhos Cachoeira com grupos políticos e de empresários.

O bicheiro foi preso em fevereiro deste ano pela Polícia Federal sob suspeita de envolvimento com a exploração ilegal de jogos.

Demóstenes admitiu ser amigo pessoal do contraventor, mas negou a todo instante saber que Carlinhos Cachoeira estava envolvido com a exploração de jogos ilegais em Goiás. Ele afirmou ser amigo de uma pessoa que possui relação com “cinco governadores”.

Vale ressaltar, todos eles negaram qualquer envolvimento com atividades ilícitas ligadas a Cachoeira.

Bem, nada foi publicado sobre o assunto até agora. Por enquanto, haviam sido citados os governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), além de Sérgio Cabral (PMDB), do Rio de Janeiro, fotografado com diretores da empresa Delta Construções, que está sob suspeita de cometer diversas irregularidades.

Se Demóstenes disse a verdade, há, pelo menos, mais dois governadores supostamente envolvidos com o bicheiro. Quer dizer, as investigações ainda podem ser ampliadas. A CPI, o Conselho de Ética ou a Justiça podem ouvi-lo para confirmar a  suposta “nova informação”.

Até a próxima!

Demóstenes no Conselho de Ética

Filipe Matoso

Demóstenes Torres no Conselho de Ética do Senado/ foto: Wilson Dias – ABr

O senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) prestou depoimento nesta terça-feira (29) no Conselho de Ética da Casa, que abriu processo para avaliar se houve quebra de docoro no envolvimento  do parlamentar com o empresário Carlinhos Cachoeira.

Avaliação

Para o relator, Humberto Costa (PT-PE), o depoimento de Demóstenes foi “enriquecedor” e há “índícios que de que houve a quebra de decoro”. Cristiana Lôbo, comentarista do canal por assinatura “Globo News”, publicou no microblog Twitter: “objetivo de Demóstenes é mostrar relacionamento com o lado legal de Cachoeira e não com o de explorador de jogos. Nas gravações foi diferente”. “O ambiente ficou mais favorável, mais positivo para ele”, completou em reportagem.

Amizade

Durante a sessão, que durou cinco horas, o senador admitiu ser amigo pessoal do contraventor, mas negou a todo instante que soubesse que Carlinhos Cachoeira estava envolvido com a exploração de jogos ilegais em Goiás.

Rádio

Demóstentes disse ainda que o polêmico rádio Nextel, dado a ele por Cachoeira, servia para que dois amigos pudessem conversar. “Quandou sobre da prisão de Cachoeira [em fevereiro deste ano], devolvi o aparelho à mulher dele”, afirmou. Segundo o parlamentar, as contas eram pagas pelo contraventor e chegavam, em média, a R$ 50. “Recebi para a minha comodidade. Falava no Brasil, nos EUA e na Argentina”.

Sentimento

O parlamentar disse em depoimento que o sentimento é de “decepção” com Cachoeira, pois o bicheiro havia dito a ele que “tinha parado com o jogo ilegal”. “Cachoeira se relacionava com diversos governadores e políticos, ninguém sabia da atividade dele. Acredito que todos estão decepcionados com ele”, disse. Demóstenes afirmou se sentir “traído” pelo bicheiro.

Vazamento

Para Demóstenes, o vazamento do conteúdo das ligações telefônicas feitas entre ele e Cachoeira foi “seletivo” e feito para desmoralizá-lo.

Investigações

Durante a sessão, o senador afirmou que as investigações feitas pela Polícia Federal foram ilegais. “Fui investigado clandestinamente!”, disse. Este argumento, que é apresentado pela defesa de Demóstenes desde o início das acusações, já foi rebatido pelo Ministério da Justiça. O chefe da pasta, José Eduardo Cardozo, disse ao “G1” que as escutas foram legais e a polícia não poderia se omitir “diante de tantas ligações entre Demóstenes e Cachoeira”. “O foro privilegiado não pode servir para acobertar fraudes de parlamentares”, disse Cardozo.

Suspeita de lobby

Demóstenes negou a todo instante que atuasse como lobista de interesses ilegais. O senador afirmou que atuou “em defesa de todas as empresas do estado [Goiás]” que o procuraram. “Eu não tenho nada a ver com o jogo“, disse. Demóstenes afirmou que deve ser julgado pelo que fez e não pelo que falou. “Eu nunca procurei nenhum colega, de qualquer partido, para aprovar o jogo”, se defendeu.

Quebra de decoro

O senador negou ter usado mandato em favor de Carlinhos Cachoeira. “Este é o pior momento da minha vida (…) cheguei a pensar em renunciar ao meu mandato”.

CPI do Cachoeira

A comissão aprovou na tarde desta terça-feira a quebra de sigilo das contas nacionais da empresa Delta Construções.

Até a próxima!

Governo federal premia iniciativas para o desenvolvimento social do país

Filipe Matoso

Dilma Rousseff/ foto: Antônio Cruz – ABr

A presidenta Dilma Rousseff vai entregar os prêmios aos projetos vencedores da 4ª edição do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio no Brasil (ODM Brasil) na próxima quarta-feira (30), em cerimônia no Palácio do Planalto às 11h, em Brasília.

A lista com o nome dos vencedores (veja ainda neste post) foi divulgada em 8 de maio e 20 ações foram consideradas as melhores por uma equipe formada por 15 especialistas de diversos estados, após uma reunião feita na Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Os projetos são desenvolvidos por prefeituras ou organizações sociais.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu oito itens como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em 2000, após avaliar os principais problemas mundiais. As metas devem ser atingidas pelos países que compõem o Sistema ONU (hoje cerca de 200) até 2015.

Projetos vencedores

Desenvolvidos por organizações:

– Associação Amigos da Cultura e do Meio Ambiente – Taquaruçu (Palmas – TO) -prática: Projeto Canto das Artes;

– Associação Comunitária de Radiodifusão de Independência (Acordi) (Independência – CE) – prática: Mulheres na Comunicação a Serviço da Vida;

– Associação dos Apicultores da Região do Alto Turi (Turimel) (Santa Luzia do Paruá – MA) – prática: Atividade Apícola Associativa do Alto Turi;

– Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc) (Carauari – AM) – prática: Comércio Ribeirinho da Cidadania e Solidário;

– Associação MarBrasil (Pontal do Paraná – PR) – prática: Programa de Recuperação da Biodiversidade Marinha (Rebimar);

– Associação Redes de Desenvolvimento da Maré (Rio de Janeiro – RJ) – prática: Maré de Sabores;

– Casa de Apoio à Vida (Campinas – SP) – prática: Gestação

– Cooperativa dos Agricultores do Vale do Amanhecer (Coopavam) (Juruena – MT) – prática: Amazônia Viva: Plantando e Colhendo Frutos para um Mundo Melhor;

– Cooperativa Mista dos Fumicultores do Brasil Ltda. (Encruzilhada do Sul -RS) – prática: Sustentabilidade Camponesa – Diversificação Produtiva na Região Fumageira;

– Cooperativa Regional Agropecuária Terra Livre (Coopertel) (Ponte Alta – SC) – prática: Organizar a Produção e Agregar Valor aos Produtos da Agricultura Familiar para Gerar Trabalho e Renda, Reduzir o Crescente êxodo Rural e Alcançar o Emprego Pleno e Produtivo e o Trabalho Decente para Todos, Incluindo Mulheres e Jovens;

– Escola de Dança e Integração Social para Criança e Adolescente (Edisca) (Fortaleza – CE) – prática: Projeto a Vida é Feminina;

– Instituto Ciência Hoje (Rio de Janeiro – RJ) – prática: Programa Ciência Hoje de Apoio à Educação (PCHAE);

– Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) (Rio de Janeiro – RJ) – prática: Carretinha da Saúde Morhan;

– Pangea – Centro de Estudos Socioambientais (Salvador – BA) – prática: Rede de Catadores Cata Bahia;

Desenvolvidos por Prefeituras:

– Alfenas (MG) – prática: Programa de Acompanhamento da Gestante (Page);

– Contagem (MG) – prática: Entre Gêneros – Nova Educação para as Relações de Gênero;

– Glaucilândia (MG) – prática: Manejo de Sub-bacia Hidrográfica do Rio das Pedras;

– Montes Claros (MG) – Prática: Iguais e Diferentes: Podemos Viver Juntos?

– Rio Branco (AC) – prática: Organização Social: uma Estratégia de Cooperação, Renda e Cidadania;

– Silva Jardim (RJ) – prática: Banco Comunitário Capivari e Moeda Social Capivari;

Prêmio ODM Brasil

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, o Prêmio ODM Brasil foi criado em 2004 com a finalidade de incentivar ações, programas e projetos que contribuem efetivamente para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. O prêmio é coordenado pela pasta, em parceria com o Programa Nacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade. A coordenação técnica do Prêmio é de responsabilidade do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Enap.

Leia mais:

Encontro em Buenos Aires vai discutir Objetivos de Desenvolvimento do Milênio no Mercosul

Brasil segue como país que mais combate a fome no mundo

Coletânea de livros faz balanço do Fome Zero

Área Social vai muito bem, obrigado!

Até a próxima!

Lula e os blogueiros progressistas

Filipe Matoso

O ex-presidente Lula enviou uma mensagem aos chamados ‘blogueiros progressistas’, que participam neste fim de semana de um encontro nacional em Salvador, na Bahia. Ano passado, Lula esteve no evento que ocorreu em Brasília e ressaltou a importância dos blogs na contrapartida às informações repassadas por alguns veículos de imprensa que têm lado político, mas não o assumem.

Até a próxima!

STF derruba sigilo de documentos que apuram ligação entre Demóstenes e Cachoeira

Agência Brasil

Demóstenes Torres/ foto: Agência Brasil

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou nesta quinta-feira (24) o sigilo de grande parte dos documentos do inquérito que apura a ligação do senador Demóstenes Torres (sem partido–GO) com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Segundo a decisão, os únicos documentos que permanecem sob sigilo são os arquivos de escutas telefônicas. A decisão do ministro atende em parte ao requerimento encaminhado pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, que queria o fim total do sigilo, e investiga a relação do bicheiro com grupos políticos e de empresários.

Até a próxima!