Arquivo mensal: dezembro 2011

O blog entra de férias e só volta em 2012

Filipe Matoso

Olá a todos!

Gostaria de agradecê-los pela companhia aqui no blog e pelo ano que foi maravilhoso! Este é o último post de 2011. Espero que tenham gostado e nos reencontraremos por aqui ano que vem. Sem dúvida, podemos agradecer por todos os momentos que passamos, pois, de alguma maneira, serviram para o nosso crescimento. Um feliz Natal a todos, um ótimo 2012 e, como diz Pedro Bial, “saúde e paz! O resto, a gente corre atrás”.

E para não perdermos o costume, vamos apenas dar um giro político antes de encerrarmos o ano aqui no blog. O Governo Federal assinou na sexta-feira (23/12) o decreto que estabelece o salário mínimo para 2012. Ele passa de R$ 545 para R$ 622. De acordo com o Jornal Nacional, os 19 milhões de aposentados e pensionistas do INSS também terão os benefícios reajustados. O impacto do aumento no salário mínimo na Previdência Social será de quase R$ 19 milhões.

Além disso, um alerta para os estudantes.  O Senado autorizou a abertura de concurso público para consultores, analistas, técnicos legislativos e policiais. Os cargos são para os ensinos médio, técnico e superior. Os salários, informa o G1, variam entre R$ 13,8 mil e R$ 23,8 mil. As inscrições podem ser feitas por meio do site da Fundação Getúlio Vargas, organizadora do processo, entre os dias 26 de dezembro deste ano 5 de fevereiro do ano que vem.  As provas acontecem em 11 de março. Portanto, estudantes, aproveitem a chance e boa sorte!

Então, é isso!

Um feliz Natal e que 2012 seja um ano maravilhoso para todos! Desejo alegria, saúde, paz e boas festas!

Fiquem com Deus e até o ano que vem!

Feliz Natal e um ótimo 2012 a todos! / foto: Blog Inexplicável

Brasília fica enfeitada para o Natal

Filipe Matoso

Os principais pontos turísticos de Brasília estão enfeitados para o período de Natal e não poderia deixar de registrar aqui no blog as belas imagens que as pessoas podem conferir. As fotos estão em uma galeria exposta no site do jornal Correio Braziliense e foram tiradas por Antônio Cunha. Espero que gostem!

Ministérios na via N1 (Asa Norte)

Ponte JK

 

Museu da República

 

Esplanada dos Ministérios

 

Congresso Nacional

Até a próxima!

 

Oposição e líder do Governo na Câmara avaliam primeiro ano do Governo Dilma

Tucanos criticam Economia, Saúde e Educação, além de outros pontos, e deputado Vaccarezza avalia de forma positiva o primeiro ano de Dilma

Filipe Matoso

O PSDB preparou um documento no qual avalia o primeiro ano do Governo Dilma. No balanço, a sigla lista 13 pontos e apresenta comentários. Entre os tópicos, aparecem “Economia sem rumo”, “Investimento patina”, “Educação: fiascos em série” e “Saúde à míngua”. No site oficial, a legenda afirma que a análise expõe os principais pontos críticos do governo petista, “incluindo os péssimos resultados da Economia, a anestesia geral aplicada na Esplanada dos Ministérios e os casos de corrupção, que atingiram diretamente a cúpula do Poder Executivo Federal”.

De acordo com a avaliação, “pequenas variações na condução da Economia poderiam dar a ideia de que Dilma Rousseff promoveu alguma mudança importante. Na verdade, o que se tem é a continuação da política de Lula”. Além disso, o partido entende que “refém de uma base na qual políticos, sindicalistas, donos de ONGs e amigos empresários se acotovelam diante dos guichês pagadores da União, o governo custa a desacelerar a disparada insustentável dos gastos. Adia investimentos essenciais para honrar compromissos de expansão do gasto corrente assumidos no clima de euforia pré-eleitoral”.

Confira na íntegra o documento feito pelo PSDB

Dilma Rousseff/ foto: Exame.com

Já o líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), avaliou como positivo o primeiro ano da gestão de Dilma.  Ele falou à Agência Brasil durante a última reunião da coordenação política, que aconteceu no Palácio do Planalto, sede do Executivo nacional.

O parlamentar afirmou que apesar de o governo ter passado por sucessivas trocas de ministros,  a gestão de Dilma Rousseff não teve ” problema político”. De acordo com a empresa vinculada ao Governo Federal, o petista de São Paulo disse que as trocas não representaram crise política para o governo. Vale lembrar que sete ministros deixaram as pastas. No total, seis saíram suspeitos de envolvimento com esquemas de corrupção. Foram eles Antônio Pallocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Wagner Rossi (Agricultura), Pedro Novais (Turismo), Orlando Silva (Esporte) e Carlos Lupi (Trabalho).

“Na Câmara e no Senado, todas as questões que nós [governo] considerávamos importantes para o país foram votadas”, disse Vaccarezza à agência.

E, aí? Concordam com o PSDB ou acreditam que Cândido Vaccarezza tem razão? Desta vez, o blog vai deixar para o leitor o espaço para a avaliação do primeiro ano de Dilma Rousseff à frente do Executivo.

Até a próxima!

Pedido de CPI das Privatizações é protocolado na Câmara dos Deputados

Quase metade dos parlamentares se mostrou favorável às investigações

Filipe Matoso

Foi protocolado nesta quarta-feira (21/12) o pedido de instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara dos Deputados para investigar as privatizações feitas durante o Governo Fernando Henrique Cardoso. O tucano governou o Brasil entre 1995 e 2002. O pedido foi entregue pelo deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) e tem cerca de 200 assinaturas.  A movimentação é baseada no livro A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro Júnior. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), disse que só deve se decidir pela criação da CPI  ano que vem.

O livro A Privataria Tucana relata como teriam sido feitas as privatizações durante a era FHC. Na publicação, o autor mostra como políticos, pessoas ligadas a eles e empresas se beneficiaram de forma indevida com os acordos firmados. A obra foi lançada em 9 de dezembro e gerou muita discussão.  Em um vídeo publicado aqui no blog, Amaury Ribeiro Júnior afirma que tem como comprovar tudo o que é publicado no livro. O alvo das denúncias: o PSDB.

Para o blogueiro Luis Nassif, em um texto publicado em Carta Capital, “A Privataria Tucana marca o desfecho de uma era, ao decretar o fim político de José Serra. A falta de respostas de Serra ao livro – limitou-se a taxá-lo de lixo – foi a comprovação final de que não havia como responder às denúncias ali levantadas”.

Em resposta ao conteúdo de A Privataria Tucana, o PSDB publicou no site oficial do partido uma entrevista concedida pelo presidente nacional da legenda, o deputado federal Sérgio Guerra (PE), ao Diário de Pernambuco. “O livro é distribuído em um instante em que o Governo Federal sofre o desgaste de denúncias que contra ele foram feitas pela imprensa, por toda a imprensa brasileira, e que já vitimou alguns ministros. Neste instante, as denúncias ameaçam um ministro do Partido dos Trabalhadores [PT] e, seguramente, pode continuar a ameaçar outros ministros”.

Para o blog, se há denúncias, elas devem ser apuradas. Amaury Júnior afirma que tem como provar tudo o que é publicado no livro. Portanto, cabe aos órgãos competentes a função de investigar os contratos firmados entre o Governo FHC e as empresas. Além, claro, de apontar todas as pessoas que se beneficiaram de forma ilegal após os acordos serem fechados. Se ao fim de todo o processo for constatado que A Privataria Tucana publicou apenas o que realmente aconteceu entre 1995 e 2002, poderemos presenciar o fim político de alguns dos principais líderes do PSDB.

Em nota oficial publicada no site, o PSDB afirma que “todo o processo [de licitação durante o Governo FHC] foi exaustivamente auditado pelo Tribunal de Contas da União [TCU], Ministério Público Federal e outros órgãos de controle, e nenhuma irregularidade foi constatada”.

É esperar para ver o que acontece…

Deputados federais Protógenes Queiroz (esq) e Marco Maia (dir)/ foto: twitter oficial ProtogenesQ

Até a próxima!

Aloizio Mercadante é cotado para o MEC

Nome do petista surge com a saída de Haddad

Filipe Matoso

Não é novidade que Fernando Haddad vai deixar o Ministério da Educação para disputar as eleições municipais de São Paulo em 2012. Ele vai se candidatar à prefeitura pelo PT e a decisão foi anunciada em novembro. No entanto, o nome que o substituirá na pasta ainda é incerto. A senadora Marta Suplicy (PT-SP) chegou a ser cogitada, em troca de um apoio político à candidatura de Haddad ano que vem. No entanto, foi falado também o nome do atual secretário-executivo da pasta, José Henrique Paim Fernandes. Nesta segunda-feira (19/12), o jornal Folha de S. Paulo informou que a decisão da presidenta Dilma já foi tomada: Aloizio Mercadante, ministro de Ciência e Tecnologia, assume o MEC.

A substituição, diz a Folha, acontece em breve. À rádio Estadão ESPN, Haddad disse nesta manhã que deixa o ministério em janeiro, data estabelecida por Dilma. De acordo com o caderno de Política do jornal O Estado de S. Paulo, o atual chefe do MEC disse não ter sido informado de que Mercadante o substituirá na pasta.

Aloizio Mercadante/ foto: Lindomar Cruz/ABr

 

Ainda de acordo com o Estadão, Haddad afirmou que Lula irá “entrar firme na campanha para a sucessão da prefeitura já em março”. Vale lembrar que o ex-presidente foi diagnosticado com câncer de laringe e deve ficar um tempo fora dos palanques e comícios.

Como publiquei aqui no blog, Haddad terá dificuldades para se eleger em São Paulo. A tarefa é difícil, mas não impossível. Em relação ao novo ministro da Educação, deve ser um nome forte na política, de ficha limpa e com algum interesse na área. Afinal, terá a tarefa de elaborar políticas públicas para a melhoria do setor, que ainda precisa de muitos ajustes no país.

Até a próxima!

Jader Barbalho é diplomado senador pelo Pará

Após ser barrado pela Ficha Limpa em 2010, político passa a ser senador

Filipe Matoso

Lia o G1 Política neste domingo (18/12) e vi uma matéria que me chamou a atenção. Jader Barbalho (PMDB-PA) foi diplomado como senador na última sexta-feira (16/12), na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará. Barrado pela Lei da Ficha Limpa durante as eleições de 2010, o político conseguiu na Justiça o direito de tomar posse. Afinal, foi eleito democraticamente. Para mim, se a lei ainda não valia ano passado, nada mais justo que Barbalho assumir a cadeira no Congresso. Com a chegada dele, o correto é Marinor Brito (PSOL-PA) entregar o cargo.

De acordo com o UOL Política, Barbalho recebeu quase 1,8 milhão de votos ano passado. Ele foi barrado por ter renunciado ao mandato de senador, em 2001, para evitar a cassação – acusado de desviar recursos da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia. O terceiro mais votado foi Paulo Rocha (PT), também barrado pela lei da Ficha Limpa. Com isso, quem assumiu o mandato foi Marinor Brito.

Democraticamente, está tudo certo. Ele foi eleito pelo povo, a validade da Lei da Ficha Limpa ainda é incerta no país, então deve assumir o cargo. No entanto, podemos discutir outros méritos. Por exemplo, como o eleitor paraense vota em um candidato com a ficha suja? No Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC) teria sido eleito governador, pelo menos liderava as pesquisas, caso não fosse suspensa a candidatura.

Publiquei em setembro de 2010 que nada adianta uma lei que barra político ficha suja, se a população ainda vota nele. O que falta no país não é uma lei como esta, mas, sim, uma conscientização política na sociedade. Conhecer o histórico do candidato é fundamental. No entanto, as pessoas parecem não se importar com desvios de verba, quebra de decoro parlamentar ou tráfico de influência. Tenha isso acontecido realmente com Barbalho ou com qualquer outro político brasileiro.

Bem, o que posso dizer é que torço para o peemedebista cumprir os próximos sete anos de mandato da melhor forma possível. Afinal, agora ele tem responsabilidades sobre a política no Pará e vai influenciar, junto dos outros 80 senadores, a vida do cidadão brasileiro. E não quero que a situação por lá fique ruim, ou piore.

Os outros senadores do Estado são Mário Couto e Flexa Ribeiro, os dois do PSDB.

 

Diplomado, Jader Barbalho tem motivos de sobra para sorrir/ foto: Edílson Rodrigues/CB/D.A Press

 

Até a próxima!

PSDB-DF faz nova propaganda contra a corrupção

Imagens foram ao ar esta semana e recado é bom

Filipe Matoso

Uma boa propaganda política. Assim posso definir a última campanha do PSDB-DF que foi ao ar, nesta semana. Enviado com exclusividade ao blog nesta sexta-feira (16/12) pelo diretório regional do partido, o vídeo traz um dos principais líderes da legenda, o senador Álvaro Dias (PR). Nas imagens, ele critica a corrupção existente no país.

Parabéns! Diferente de algumas outras propagandas criadas pelo departamento de marketing nacional da sigla, este vídeo não faz ataques diretos a um político ou a um partido. De fato, a corrupção existe no país e, infelizmente, ainda não aprendemos a fórmula para acabar com ela. Importante é saber que atitudes ilegais, como desvio de verba pública ou tráfico de influência, podem ser praticadas por políticos de qualquer partido.

A corrupção não existe apenas na legenda A ou B, ou é praticada pelos parlamentares C e D. É um problema nacional que deve ser extinto o quanto antes. A propaganda é boa porque o senador vai direto ao ponto: a corrupção é um mal que há no Brasil e “é um assalto às oportunidades de uma vida melhor para o povo brasileiro”.

O PSDB-DF fez uma boa propaganda contra a corrupção, chamou para aparecer um dos principais nomes da legenda e devemos, sim, comentar aqui no blog. A campanha presidencial de 2010 ficou marcada pelo baixo nível de alguns políticos, não só do PSDB, claro. Desta vez não foi assim.

Assistam ao vídeo abaixo:

Até a próxima!

Vai ter festa de fim de ano na Esplanada

GDF consegue na Justiça o direito de fazer a festa de réveillon

Filipe Matoso

Apesar de o Tribunal de Contas do Distrito Federal ter suspendido o processo de licitação para a organização do réveillon na Esplanada dos Ministérios, o governo conseguiu garantir que as festas aconteçam. De acordo com a Secretaria de Comunicação do DF, a Secretaria de Cultura tomou as providências exigidas e comprovou que as irregularidades haviam sido corrigidas.

De acordo com site de notícias locais G1 DF,  a Justiça entendeu que havia indícios de combinação de valores, sobrepreço e restrição da concorrência, o que não é permitido por lei. O portal informou ainda que o relatório preparado pelo tribunal aponta que não havia justificativas para os gastos inicialmente previstos. ”Entre elas, estão despesas consideradas estranhas à finalidade do evento, como dois mil coquetéis, 800 refeições e diárias de hospedagem em hotel cinco estrelas”.

No fim das contas, a festa vai acontecer. Pelo jeito, agora está tudo dentro das regras, que a lei e a população exigem.

Vai ter fogos de artifício para a população do DF/ foto: blog O Réveillon

Confira na íntegra a nota enviada pelo governo:

O Tribunal de Contas do Distrito Federal liberou o edital de licitação para os serviços referentes às festividades de fim de ano. A decisão pela continuidade do processo foi tomada durante a sessão desta quinta-feira (15/12), após a Secretaria de Cultura comprovar ter promovido todos os ajustes necessários.

Mais de 60 empresas se habilitaram a participar da licitação. A Secretaria de Cultura publicou uma nota técnica no site oficial do órgão informando sobre o adiamento do pregão presencial para o próximo sábado (17/12), às 10h, na Sala Alberto Nepomuceno do Teatro Nacional.

As ações de Natal, que começaram na quinta-feira na Torre de TV, estão mantidas e serão realizadas conforme a programação.

A programação completa para o Réveillon de Brasília será divulgada na próxima semana.

O Governo do Distrito Federal e a Secretaria de Cultura reforçam o compromisso com a população e reafirmam que as festividades de fim de ano acontecerão normalmente.

Até a próxima!

Cotidiano com humor

Rafael Silva Costa

Oba! Hoje é sexta-feira! E já reparou que o fim de semana promete, mas às vezes não cumpre?

> Por um ‘precinho camarada’, o iPhone 4S começa a ser vendido nesta sexta-feira (16/12) e, cá entre nós, se Steve Jobs estivesse vivo e fosse comprar um aparelho no Brasil, teria que vender a Apple.

> E em Valença, município localizado no Estado do Rio de Janeiro, a prefeitura lançou o programa ‘Minha Vaca, Minha vida’, que tem o objetivo de ajudar financeiramente produtores rurais de baixa renda. O ‘Minha Casa, Minha vida’, deveria se chamar ‘Minha Casa, Minha dívida’, pois tem gente pagando financiamento em 20 anos ou mais.

> Dilma fez aniversário e o tema da festa deveria ter sido ‘Turma da Mônica’. Alias, Dilma lembra mesmo a Mônica. Imaginem ela dando umas coelhadas nos ministros…

> Parabéns ao querido Oscar Niemeyer, que completou nesta quinta-feira (15/12) 104 anos. Na festa de aniversário, ele disse: “eu ainda quero viver muito pra poder ver o Corinthians ganhar a Libertadores”.

> E a Secretaria de Cultura do DF divulgou uma nota em que assume a organização do carnaval de 2012. Então, só resta torcer pra que os gastos não virem um samba do crioulo doido.

> O policial João Dias foi preso pela segunda vez no Palácio do Buriti, ontem, pelo visto, querendo um segundo round.

Até a próxima!

Afinal, quem era o animal?

Vídeo postado na internet gera revolta entre usuários

Filipe Matoso

Imagens postadas nesta quinta-feira (15/12) na internet causaram revolta nos internautas de todo o país. No vídeo, uma enfermeira de 22 anos, já identificada pela polícia, aparece agredindo de forma covarde um cachorro da raça yorkshire. A 1ª Delegacia de Polícia Civil de Formosa, cidade que fica a cerca de 75km de Brasília, informou que recebeu a denúncia e as imagens em 21 de novembro. Em depoimento informal, a mulher afirmou que estava em um “mau dia”. Após uma onda de revolta em redes sociais, ela postou no microblog Twitter: “Podem falar a vontade, nao dá nada.” e “Me falem uma raça de cachorro que não dá tanto trabalho”.

O blog é voltado para a Política, mas não poderia deixar de publicar tal selvageria. Porque é isso. No título, pergunto quem era o animal na situação? Acho que você pode responder…

Sinceramente, ela deve ser punida de forma exemplar e condenada pela Justiça da forma mais severa o possível. Não há muito o que comentar, as imagens são fortes e ela não pode negar o que fez contra o cachorro. Certamente irá pensar dez mil vezes antes de agredir outro animal.

Infelizmente, o delegado-chefe da 1ª DP de Formosa, Carlos Firmino, confirmou ao site G1DF que o cachorro morreu.

Como publicou o site do Correio Braziliense, “a enfermeira chutou o animal, o arremessou contra a parede do cômodo onde estava, o jogou no chão diversas vezes e ainda bateu na cabeça dele com um balde”. É triste ver cenas como estas.

Assistam ao vídeo abaixo. ATENÇÃO! AS IMAGENS SÃO FORTES!

Até a próxima!