Arquivo mensal: novembro 2011

Em propaganda, PSDB afirma que corrupção existe há apenas nove anos

Nova campanha do partido mantém características de Serra nas últimas eleições

Filipe Matoso

O PSDB está entre os cinco principais partidos políticos do Brasil. A legenda  é forte, tem nomes de peso no cenário nacional, mas ainda peca em propagandas. Os tucanos Aloysio Nunes, Fernando Henrique Cardoso (FHC) e Aécio Neves parecem destoar dos demais colegas. Alckmin age tão bem contra a invasão da Universidade de São Paulo (USP), FHC avisa ao partido que oposição não é só criticar, mas apresentar ideias e Aloysio Nunes é exemplo de político que tem o pensamento no lugar. No entanto, há distorções, como em qualquer sigla.

Ano passado, durante a campanha presidencial, o departamento de marketing errou a mão em diversas ocasiões. Foi o caso da bolinha de papel que se transformou em um meteoro, foi a religiosidade de Serra e outros casos. Mais uma vez o partido lança uma propaganda que, podemos dizer assim, não interfere em nada na sociedade. É difícil entender o que as pessoas que bolam essas campanhas pensam. Oposição não é bater no governo. É debater, discutir e chegar a um denominador comum, que resulte em políticas públicas voltadas para a melhoria das condições de vida da população do país. No entanto, o que alguns gostam é de simplesmente falar mal.

Nas imagens que foram ao ar, o PSDB afirma: “o que antes era só uma propaganda do PT, virou a realidade deste governo”. Eles se referem à corrupção. Quer dizer, até 2002 não havia desvio de verba no país, todo mundo era santo e esquemas de  corrupção eram objetos de campanha do Partido dos Trabalhadores. Quanta enrolação. A corrupção sempre existiu. Em qualquer partido, em qualquer cidade, com qualquer pessoa. Afirmarem que este problema só existe no país há nove anos é um deboche com o eleitor.

É sério. Não entendo porque FHC, Aloysio Nunes e Aécio não são chamados para aparecer na TV e falar o que pensam. São inteligentes. Estrategistas, no bom sentido. Eles batem no que é verdade. Corrupção existe e não é só no governo federal, ou estamos errados? Porém, são simplesmente esquecidos. Enquanto isso, propagandas vão ao ar com a cara das eleições presidenciais de 2010: sem propostas e apenas críticas. Se o PT fez assim enquanto era oposição, fez errado. Para o blog, a sociedade perde quando o governo não está 100% e em alguns momentos a oposição não reage.

Só para lembrar, o Blog do Filipe é um espaço para opinião.

Em nota publicada no site oficial, o partido afirma: Vídeo do PSDB mostra a contradição na qual tornou-se o governo petista. Em uma campanha publicitária veiculada há nove anos, o PT dizia que se o Brasil não acabasse como a corrupção, a corrupção acabaria com o Brasil. A gestão petista, porém, é marcada por incontáveis casos de corrupção e irregularidades.

Confira a nova campanha no vídeo abaixo (as imagens foram retiradas do site You Tube):

Até a próxima!

Esquemas de corrupção que envolvem primeiras-damas são descobertos em investigações em SP e AL

TV Globo mostra reportagem em que mulheres de prefeitos são descobertas em desvio de verba pública

Filipe Matoso

Confiram abaixo uma matéria exibida pelo Fantástico (TV Globo) neste domingo (27/11). Na reportagem, primeiras-damas são investigadas e descobertas participando de supostos esquemas de corrupção. As acusações são as de que elas teriam desviado verbas públicas das prefeituras. Cidades em Alagoas e São Paulo então envolvidas nas denúncias. Diferente de alguns outros veículos, o Fantástico foi atrás das pessoas envolvidas para ouvir a defesa delas. No entanto, muitas vezes a equipe não foi recebida. Não deixem de ver. É muito interessante!

Bolsonaro e a necessidade de falar de gays

Filipe Matoso

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), famoso pelas declarações polêmicas que costuma dar, voltou a falar de gays. Ele os critica tanto, mas volta e meia faz discurso pensando neles. Nesta quinta-feira (24/11), o parlamentar disse à presidenta Dilma Rousseff que se ela gosta de amor homossexual, deve assumir. Em entrevista ao G1 Política, Bolsonaro afirmou que não pretendia ofender a chefe do Executivo.

Não há o que comentar. Declarações preconceituosas jamais serão defendidas aqui no blog.

Confiram abaixo o discurso:

E, aí? O que acharam?

Até a próxima!

Deputado Romário fala sobre Copa do Mundo, Corrupção e Ricardo Teixeira

Em entrevista a Cosme Rímoli, deputado comenta os assuntos em alta no país

Filipe Matoso

Romário é deputado federal pelo PSB do Rio de Janeiro. O parlamentar concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Cosme Rímoli (TV Record) e falou sobre corrupção, Ricardo Teixeira (melhor amigo, rs.), e Copa do Mundo. O texto foi enviado pelo leitor Joãozito Brito. Vale a pena conferir a matéria. As opiniões devem ser levadas em consideração. A primeira ideia é a de que um jogador de futebol não conseguirá desempenhar um bom papel na Política. É natural pensar assim, como também quando ex-BBBs e atores anunciam candidaturas. Mas Romário parece ter a cabeça no lugar para o cargo que assumiu. Boa entrevista!

– Você foi recebido com preconceito em Brasília?

Olha, vou ser claro para quem ler entender como as coisas são. Há o burro, aquele que não entende o que acontece ao redor. E há o ignorante, que não teve tempo de aprender. Não houve preconceito comigo porque não sou nem uma coisa nem outra. Mesmo tendo a rotina de um grande jogador que fui, nunca deixei de me informar, estudar. Vim de uma família muito humilde. Nasci na favela. Meu pai, que está no céu, e minha mãe ralaram para me dar além de comida, educação. Consciência das coisas… Não só joguei futebol. Frequentei dois anos de faculdade de Educação Física. E dois de moda. Sim, moda. Sempre gostei de roupa, de me vestir bem. Queria entender como as roupas eram feitas. Mas isso é o de menos. O que importa é que esta sede de conhecimento me deu preparo para ser uma pessoa consciente… Preparada para a vida. E insisto em uma tese em Brasília, com os outros deputados. O Brasil só vai deixar de ser um país tão atrasado quando a educação for valorizada. O professor é uma das classes que menos ganha e é a mais importante. O Brasil cria gerações de pessoas ignorantes porque não valoriza a Educação. E seus professores. Não há interesse de que a população brasileira deixe de ser ignorante. Há quem se beneficie disso. As pessoas que comandam o País precisam passar a enxergar isso. A Saúde é importante? Lógico que é. Mas a Educação de um povo é muito mais.

Deputado Romário (PSB-RJ)

– Essa ignorância ajuda a corrupção? Por exemplo, que legado deixou o Pan do Rio?

Você não tenha dúvidas que a ignorância é parceira da corrupção. Os gastos previstos para o Pan do Rio eram de, no máximo, R$ 400 milhões. Foram gastos R$ 3,5 bilhões. Vou dar um testemunho que nunca dei. Comprei alguns apartamentos na Vila Panamericana do Rio como investimento. A melhor coisa que fiz foi vender esses apartamentos rapidamente. Sabe por quê? A Vila do Pan foi construída em cima de um pântano. Está afundando. O Velódromo caríssimo está abandonado. Assim como o Complexo Aquático Maria Lenk… É um escândalo! Uma vergonha! Todos fingem não enxergar. Alguém ganhou muito dinheiro com o Panamericano do Rio. A ignorância da população é que deixa essa gente safada sossegada. Sabe que ninguém vai cobrar nada das autoridades. A população não sabe da força que tem. Por isso que defendo os professores. Não temos base cultural nem para entender o que acontece ao nosso lado. E muito menos para perceber a força que temos. Para que gente poderosa vai querer a população consciente? O Pan do Rio custou quatro vezes mais do que este do México. Não deixou legado algum e ninguém abre a boca para reclamar.

– Se o Pan foi assim, a Copa do Mundo no Brasil será uma festa para os corruptos…

Vou te dar um dado assustador. A presidente Dilma havia afirmado quando assumiu que a Copa custaria R$ 42 bilhões. Já está em R$ 72 bilhões. E ninguém sabe onde os gastos vão parar. Ningúem. Com exceção de São Paulo, Rio, Minas, Rio Grande do Sul e olhe lá…Pernambuco… Todas as outras sete arenas não terão o uso constante. E não havia nem a necessidade de serem construídas. Eu vi onze das doze… Estive em onze sedes da Copa e posso afirmar sem medo. Tem muita coisa errada. E de propósito para beneficiar poucas pessoas. Por que o Brasil teve de fazer 12 sedes e não oito como sempre acontecia nos outros países? Basta pensar. Quem se beneficia com tantas arenas construídas que servirão apenas para três jogos da Copa? É revoltante. Não há a mínima coerência na organização da Copa no Brasil.

– São Paulo acaba de ser confirmada como a sede da abertura da Copa. Você concorda?

Como posso concordar? Colocaram lá três tijolinhos em Itaquera e pronto… E a sede da abertura é lá. Quem pode garantir que o estádio ficará pronto a tempo? Não é por ser São Paulo, mas eu não concordaria com essa situação em lugar nenhum do País. Quando as pessoas poderosas querem é assim que funcionam as coisas no Brasil. No Maracanã também vão gastar uma fortuna, mais de um bilhão. E ninguém tem certeza dos gastos. Nem terá. Prometem, falam, garantem mas não há transparência. Minha luta é para que as obras não fiquem atrasadas de propósito. E depois aceleradas com gastos que ninguém controla. Confira na íntegra a entrevista de Romário à Rímoli. Veja o que ele pensa sobre a construção do Itaquerão, FIFA e Ricardo Teixeira: Leia o resto deste post

A violência relacionada com o tráfico de drogas no Brasil

Números apresentados em programa da TV Globo mostram que os problemas são muito graves

Filipe Matoso

O programa Altas Horas, que vai ao ar aos sábados na TV Globo, exibido nesta semana (19/11), convidou o comentarista de Segurança Pública da emissora, Rodrigo Pimentel. Entre os temas abordados, após perguntas feitas por integrantes da plateia, estavam a ocupação policial no morro da Rocinha, o filme Tropa de Elite, inspirado no livro Elite da Tropa, escrito por ele, Rodrigo Pimentel, e o tráfico de drogas. O ex-policial apresentou um dado surpreendente. A cada 120 mortes por violência no país, 80 estão ligadas ao tráfico de drogas, 28 ao latrocínio (roubo seguido de morte) e 12 à agressão contra mulheres. É assustador. Neste post, vamos focar no tráfico de drogas. Posteriormente iremos comentar os demais números.

Entre as 80 mortes por causa do tráfico de drogas, aparecem como motivos a disputa territorial entre traficantes e acerto de contas. O consumo no Brasil é algo muito sério. O crack vicia desde o primeiro uso e inclusive há passeatas em prol da liberação do uso da maconha. Não vamos discutir aqui se deve legalizar a utilização ou não, pois esta é uma opinião que varia de pessoa para pessoa.  O uso em si não é questionável, pois cada um faz o que quer da vida. No entanto, os problemas que estão por trás do uso é que são discutíveis.

Rodrigo Pimentel/ foto: TV Globo

O consumo da droga envolve questões sociais, políticas e de saúde pública.

É complicado ver uma pessoa com nível superior que assume fumar maconha falar que não liga para o que está em volta dela. Pior ainda é ela achar que não tem consequência nenhuma. Se faz bem ou não para ela, se tem problemas para a saúde ou se ela está certa ou errada, são assuntos diferentes. Não precisamos polemizar sem motivo. Então, vamos discutir o  que acontece quando uma pessoa fuma maconha e a compra nas mãos de um traficante. Confira na íntegra a opinião do blog, dados divulgados por Rodrigo Pimentel e a opinião de um usuário Leia o resto deste post

Marta Suplicy pode assumir Ministério da Educação

Nome começa a ser discutido e possível sucessor de Haddad é pensado

Filipe Matoso

Mais uma vez vamos falar da jornalista Denise Rothenburg, do Correio Braziliense. A repórter e Paulo de Tarso Lyra publicaram nesta terça-feira (22/11) uma matéria sobre a troca no comando do Ministério da Educação. O atual chefe da pasta, Fernando Haddad, vai deixar o cargo para disputar as eleições municipais de São Paulo ano que vem. A princípio, ele entrega o comando após o dia 15 de janeiro, após a realização do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Quando o PT ainda pensava em um nome para a disputa na capital paulista, Haddad e Marta Suplicy apareciam como pré-candidatos. No entanto, a senadora retirou o nome da disputa, ao que tudo indica, por causa de pedidos feitos pela presidenta Dilma Rousseff.

Marta Suplicy será peça fundamental para o PT nas eleições em São Paulo/ foto: Wikipedia

De acordo com a matéria veiculada no Correio nesta terça-feira, Haddad trabalha para fazer um sucessor na pasta e o nome em mente é o do secretário executivo do ministério, José Henrique Paim Fernandes. No entanto, o PT pensa em um nome mais político. É aí que entra Marta Suplicy. O partido negocia o apoio da senadora à candidatura de Haddad em outubro do ano que vem e, em troca, ela assume o Ministério da Educação.

Percebe-se jogadas políticas em todos os pontos que envolvem a sucessão na pasta. Houve brigas quando Alfredo Nascimento deixou o Ministério dos Transportes, após denúncias de supostas irregularidades terem sido divulgadas contra ele. O PR, partido de Nascimento, exigia um nome político na sucessão, mas Dilma preferiu uma opção técnica. No fim das contas, Pedro Passos assumiu.

Vamos ver o que vai acontecer. O blog entende que questões políticas dão o tom a sucessões em chefia de ministério. No entanto, acredita também que não adianta negociar um cargo tão importante por troca de apoio aqui ou acolá. Sem dúvida, a pessoa que assumir o MEC em janeiro deverá ter algum envolvimento com a Educação. Se Marta é capaz ou não, quem deve dizer é Haddad, Dilma e ela.

O que podemos fazer é torcer para que o próximo ministro seja capaz de lidar com uma área tão sensível no Brasil, que ainda sofre e precisa de muitos ajustes. Por exemplo, um deles deve ser feito no salário dos professores da rede pública de ensino.

Até a próxima!

Mensagem ao Cruzeiro

Filipe Matoso

Para sair da rotina de apenas falarmos de Política, vamos postar hoje uma mensagem que recebi no telefone que achei muito bonita. Enquanto os ditos “torcedores” do Cruzeiro deixaram de assistir aos jogos quando o time começou a beirar a zona de rebaixamento, eu, e mais alguma pessoas, contimuamos dando força. Não foi por acaso que fiz uma tatuagem com um símbolo do time do meu coração.

Confiram a mensagem:

A cada vitória meu coração vibra; a cada derrota meu coração se fortalece; a cada decepção minha lealdade aumenta. A cada jogo, torço, sofro, canto, vibro, choro. Não basta só torcer, tem que sentir emoção até o último segundo e depois, independentemente do resultado, sempre dizer: sou Cruzeiro até morrer!

É isso aí!

Até a próxima!

Coluna volta a afirmar que Arlete Sampaio deixará o governo

Jornal Alô Brasília publica mais uma vez que petista vai sair da Secretaria de Desenvolvimento Social

Filipe Matoso

A coluna ONs & OFFs, assinada pelo editor-chefe do jornal Alô Brasília, Lívio di Araújo, publicada nesta terça-feira (22/11), voltou a afirmar que a secretária de Desenvolvimento Social do Distrito Federal, Arlete Sampaio (PT), vai deixar a pasta. Na segunda-feira (21/11), saiu a primeira nota sobre o assunto no veículo e nos fizemos um post. O Governo do Distrito Federal (GDF) nega a saída. Confira abaixo o texto veiculado hoje no Alô Brasília:

Arlete Sampaio/ foto: Correio Braziliense

A assessoria da Sedest entrou em contato com a coluna ontem para contestar a informação dada com exclusividade sobre a volta da deputada distrital Arlete Sampaio (PT) para a Câmara Legislativa. De acordo com a assessoria da secretaria, a notícia seria “desconhecida até mesmo pela equipe da Sedest, incluindo Arlete”. A coluna, contudo, lamenta ter sido a “ave de mau agouro”, mas reafirma a articulação que levará a secretária de volta ao Legislativo. A coluna ressalta ainda que, segundo fonte, Arlete teria acatado sua volta à Câmara e ganhado apoio à sua candidatura como presidente da CLDF em 2013/2014.

Um Nó
Irritante pessoas que tentam induzir as pessoas de que esta coluna estaria a serviço de político A ou B. Não é verdade! O fato de, na maioria das vezes, as notas não ouvirem os dois lados é simplesmente porque escrevo uma coluna de bastidores, com ajuda de fontes dos mais diversos cantos. A coluna é um espaço de opinião. A do colunista. Ou seja, as notas devem conter as especulações e bastidores da articulação política e a minha opinião. Estou à serviço da sociedade. De ninguém mais!

Pois é, entramos em contato com a assessoria de imprensa da secretária que voltou a negar a saída de Arlete. A Secretaria de Comunicação do DF (Secom) afirmou que não vai comentar o assunto, pois a resposta oficial do governo é a passada pela Sedest. Confiram a resposta:

Embora a secretária tenha dito que pretende retornar à Câmara Legislativa, não há qualquer discussão referente ao prazo para este retorno. Arlete Sampaio recebeu, com surpresa, a informação veiculada.

E, aí? O que acham? O jornal banca a saída até quarta-feira (30/11). Ela nega. Vamos aguardar…

Até a próxima!

Arlete Sampaio continua na Secretaria de Desenvolvimento Social, diz GDF

Notícia de que a petista deixaria o comando da pasta foi divulgada nesta segunda-feira

Filipe Matoso

A coluna Ons e OFFs, assinada pelo editor-chefe do jornal Alô Brasília, Lívio di Araújo, veiculada nesta segunda-feira (21/11), afirmou que a secretária de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedest), Arlete Sampaio (PT), vai deixar a pasta. De acordo com o jornalista, Arlete, que foi eleita deputada distrital nas eleições do ano passado, vai assumir a cadeira na Câmara Legislativa do DF (CLDF) na quarta-feira (30/11). Ele afirmou ainda que o real motivo para a saída da petista seria o fato de a secretaria não obter “bons números e boa mídia durante o primeiro ano de governo”. Por fim, Lívio publica na coluna que Arlete tentará ser eleita a presidente da Casa nas próximas eleições.

Por meio da assessoria de imprensa, a Sedest negou que a secretária deixará o cargo. Além disso, informou que Arlete não tem qualquer informação a respeito da matéria divulgada no Alô Brasília e que gostaria de pedir ao jornal a fonte, pois também ela [Arlete] está interessada em obter tal informação.

Arlete Sampaio/ foto retirada do blog do jornalista Claudio Humberto

Uma reunião foi marcada para esta segunda-feira entre o governador do DF, Agnelo  Queiroz (PT), e o secretariado no fim da tarde, na residência oficial localizada em Águas Claras (cidade a cerca de 19 Km de Brasília).  A Secretaria de Comunicação do DF informou que foi feito um balanço das ações desenvolvidas pelo GDF e estabelecidas as prioridades para curto, médio e longo prazos. Em relação à possível saída de Arlete, a Secom afirmou que a reposta oficial do GDF é a passada pela Sedest, negando que a titular da pasta deixará o cargo.

O blog procurou a assessoria de imprensa da deputada distrital Rejane Pitanga (PT), suplente de Arlete Sampaio que assumiu a cadeira quando a titular foi para a Sedest. Pedimos que a parlamentar comentasse – por meio de nota oficial – a afirmação publicada no Alô Brasília, pois Rejane perde o cargo se Arlete voltar à Câmara. No entanto, não obtivemos resposta até o fechamento deste post.

Até a próxima!

O PSB e as eleições municipais de 2012

Partido começa a se preparar para disputar prefeituras em outubro do ano que vem

Filipe Matoso

Lia a matéria Casamento PSB e PT: uma união instável, publicada nesta segunda-feira (21/11) pelo jornal Correio Braziliense, e vi o quadro geral do PSB em nove capitais do país. A legenda pretende disputar as eleições do ano que vem e a aliança com o Partido dos Trabalhadores pode rachar. Na sexta-feira (18/11), Ciro Gomes, um dos principais nomes do partido e ministro do Governo Lula, disse em entrevista à Folha/UOL, que o PT acredita que deve ser o único partido do país. “Eles acham que a única legenda de esquerda são eles e a outra, de centro-direita, é o PSDB. Já liquidaram PDT e PCdoB e nós seremos os próximos”, disse Gomes.

Confira abaixo a relação feita por Denise Rothenburg

Guilherme Afif Domingos/ foto: Estadão

São Paulo
O partido está próximo tanto do PSDB do governador Geraldo Alckmin quanto do PSD do prefeito Gilberto Kassab, mas longe do PT. Não será surpresa se apoiar como Guilherme Afif Domingos.

Márcio Lacerda/ foto: Diário do Congresso

 

 

 

 

 

Belo Horizonte
O PSB apostará na reeleição do prefeito Márcio Lacerda. Aguarda a definição do PT, mas a relação com o senador Aécio Neves, do PSDB mineiro, continua melhor do que com os petistas, que estão divididos desde 2008.

Romário/ foto: Blog PSB

Rio de Janeiro
O PSB ainda não definiu o que vai fazer. O deputado Romário insiste em ser candidato a prefeito.

Porto Alegre
O PSB vai apoiar a candidatura da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS).

Manuel D'Ávila/ foto: site IG

 

 

 

 

Curitiba
O acordo é com o PSDB, do governador Beto Richa.

Recife
O plano A é apoiar o PT, mas se os petistas continuarem divididos, assim como em Belo Horizonte, o PSB lançará candidato próprio.

Salvador
Não há planos de apoiar o PT, do governador Jaques Wagner.

Fortaleza
PSB planeja lançar candidato próprio.

Marconi Perillo/ foto: GoiâniaBR

Goiânia
PSB conversa com o PSDB, do governador Marconi Perillo.

Até a próxima!